Tabela Simples Nacional 2018 – Cálculo, Alíquotas

Simples Nacional Tabela 2018

Entenda o que mudou na tabela e na alíquota do Simples Nacional de 2018

Nesse ano, com as devidas alterações na lei do Simples Nacional, as tabelas do programa mudaram. Você precisa ficar sabendo e ficar atento às mudanças que ocorrerão no ano que vem. A seguir, explicaremos para você as mudanças na tabela do Simples Nacional 2018.

nova-tabela-simples-nacional-aliquotas

Dentre as mudanças do Simples Nacional 2018, estão mudanças na tabela, na alíquota, nas atividades relacionadas ao tributo, no teto de faturamento, no prazo do pagamento de dívidas e entre outros. Neste texto mostraremos as classificações de faturamento, os anexos e os descontos alterados no Simples Nacional 2018. Vamos lá.

A classificação do faturamento para enquadramento de empresas diminuiu de vinte para seis, ou seja, você deverá saber onde enquadrar sua empresa na tabela, por isso a importância de saber sobre as mudanças do Simples Nacional em 2018.

Em se tratando de impostos, em ano de mudança, é claro que isso iria se refletir no simples nacional, como é feito quase todos os anos pelo governo e que é muito criticado pelos empresários e outras pessoas que pagam impostos diversos para exercerem suas atividades, ainda mais se considerado o ano de crise.

Mas como só o que há a fazer é acatar, veja quais mudanças do simples nacional podem te afetar.

Cálculo Simples Nacional 2018

O cálculo para enquadrar sua empresa no Simples Nacional na tabela, funciona dessa maneira é

(RBT * A) – PD/RBT, onde:

  • RBT: Receita bruta acumulada nos doze meses anteriores
  • A: alíquota (anexos I e V da Lei Complementar)
  • PD: parcela de dedução (anexos I e V da Lei Complementar)

tabela-simples-nacional-calculo

Tabela com Anexos do Simples Nacional 2018

Veja abaixo a tabela do simples nacional 2018 e tire todas as suas dúvidas. Veja-se que cada anexo desses correspondentes aos dados relativos a cada tipo de empresa ou de atividade que são arroladas pela legislação.

Ou seja, essa é a tabela simples nacional prestação de serviços.

  1. Comerciantes etc.
Receita bruta dos 12 meses % Valor de desconto
Até R$ 180.000,00 4% 0
De 180.000,01 a 360.000,00 7,3% R$ 5.940,00
De 360.000,01 a 720.000,00 9,5% R$ 13.860,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 10,7% R$ 22.500,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 14,3% R$ 87.300,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 19% R$ 378.000,00
  1. Fábricas e outros.
Receita bruta dos 12 meses % Valor de desconto
Até R$ 180.000,00 4,5% 0
De 180.000,01 a 360.000,00 7,9% R$ 5.940,00
De 360.000,01 a 720.000,00 10% R$ 13.860,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 11,2% R$ 22.500,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 14,7% R$ 85.000,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30% R$ 720.000,00
  • Prestadoras de serviço
Receita bruta dos 12 meses % Valor de desconto
Até R$ 180.000,00 6% 0
De 180.000,01 a 360.000,00 11,2% R$ 9.360,00
De 360.000,01 a 720.000,00 13,5% R$ 17.640,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 16% R$ 35.640,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 21% R$ 125.640,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33% R$ 648.000,00
  1. Prestadores de serviço de segurança e de limpeza
Receita bruta dos 12 meses % Valor de desconto
Até R$ 180.000,00 4,5% 0
De 180.000,01 a 360.000,00 9% R$ 8.100,00
De 360.000,01 a 720.000,00 10,2% R$ 12.420,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 14% R$ 39.780,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 22% R$ 183.780,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 33% R$ 828.000,00
  1. Serviços de publicidade, tecnologia e jornalismo
Receita bruta dos 12 meses % Valor de desconto
Até R$ 180.000,00 15,5% 0
De 180.000,01 a 360.000,00 18% R$ 4.500,00
De 360.000,01 a 720.000,00 19,5% R$ 9.900,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 20,5% R$ 17.100,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 23% R$ 62.100,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30,50% R$ 540.000,00

Novo limite simples nacional 2018

Como você pode visualizar há bastante diferença em relação à tabela do simples nacional 2017.

Por isso, para manter sua empresa regular, fique atento a esses novos dados do simples nacional 2018, para que você não tenha problemas com o Governo Federal.

Especialmente quando se tratam de impostos, o governo não hesita em fazer a cobrança. E se isso acontecer pode dar muita dor de cabeça ao devedor.

Caso você tenha alguma dúvida a respeito do novo limite simples nacional, não pense duas vezes antes de contatar um Contador de confiança, o qual poderá sanar todas as suas dúvidas sobre simples nacional 2018.

Se não houver atenção às mudanças do simples nacional 2018 e algo der errado, você pode ter complicações. Pessoas que devem impostos tem dificuldades para conseguir crédito e incentivos fiscais, participar de licitações e outras diversas questões.

Desse modo, tente compreender exatamente quais foram as alterações do simples nacional e se adéque a elas antes que o novo ano chegue e fique tudo para a última hora.

Quer saber mais sobre o novo simples nacional? Acesse o site do Ministério da Fazenda Nacional e tenha mais esclarecimentos a respeito do novo simples nacional.

Leia Mais

O que é Simples Nacional

Simples Nacional O que é

Hoje em dia no Brasil o Governo Federal vem investindo bastante em serviços, leis e medidas para que possa obter uma maior movimentação econômica no país e dessa forma ajudar a todos os cidadãos brasileiros. Um dos exemplos é justamente o Simples Nacional que também visa ajudar pequenas e microempresas. Veja o que é o Simples Nacional e como funciona.

simples-nacional

Uma dúvida bastante comum entre os empresários de micro e pequenas empresas é quanto ao fato do que realmente se trata o Simples Nacional. Em muitos casos o Simples Nacional é até mesmo confundido com outras empresas, o Simples Nacional não é de fato uma empresa. Para quem não sabe o Simples Nacional atua no Brasil como uma espécie de regime de tributação.

Como já relado o Simples Nacional é um regime tributário e o mesmo atua juntamente com micro e pequenas empresas. Vale ressaltar que as microempresas atendidas deverão ter uma renda bruta anual de no máximo R$ 240 mil, já as pequenas empresas deverão dispor de uma renda bruta anual de no máximo R$ 2,4 milhões.

Um dos grandes destaques do Simples Nacional é justamente quanto a sua simplicidade, o mesmo dispõe de uma forma bem simples para se ter o recolhimento tributário, além disso, uma boa notícia para os empresários é que tal recolhimento possui apenas como base a receita bruta anual e nada mais. A alíquota para calculo é baseada na receita bruta referente aos 12 meses do ano.

Através do Simples Nacional as empresas que participam deste serviço poderão efetuar o pagamento de uma forma bem simples dos seguintes impostos:

  • Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
  • Contribuição para o PIS/Pasep;
  • Contribuição Patronal Previdenciária (CPP);

Além disso, o Simples Nacional ainda disponibiliza diversos outros tipos de serviço para beneficiar você empresário que tem uma micro ou pequena empresa. Para mais detalhes, clique AQUI.

o-que-e-simples-nacional

Alíquota do Simples Nacional

A alíquota do Simples Nacional a partir deste ano irá depender do faturamento bruto dos últimos doze meses de sua micro empresa. Ou seja, não será uma alíquota em cima do preço.

Esse ano o valor aumentará, mas, de acordo com o seu faturamento, você ganhará um desconto fixo em cima desse valor.

Limites de faturamento MEI

Como já dito, fique atento, pois os limites de faturamento MEI foram alterados para o próximo ano.

Leia Mais

Imposto de Renda Simples Nacional – Dúvidas

Simples Nacional Imposto de Renda

O simples nacional que surgiu para ajudar muitos brasileiros, pode também ser motivo de dúvidas para outros. O simples nacional para as empresas.

simples-nacional-imposto-de-renda

A cada dia que passa novas empresas estão sendo criadas, graças aos novos empreendedores, o comércio e prestação de serviços no Brasil tornasse cada dia mais qualificado, além de gerar emprego e renda para muitas pessoas em diversos locais e setores do mercado.

Tire suas dúvidas sobre o IR de Simples Nacional

Com empresas sendo criadas, novas pessoas estão entrando no mercado e muitas delas podem não estar preparadas ou entenderem como funcionam os tributos e impostos cobrados do governo. Isso causa o desentendimento e até no prejuízo de muitos de estes empreendedores, visto que todos estes tributos precisam ter os valores rateados no produto que estão vendendo ou no serviço que estão oferecendo.

Para que os empreendedores não tenham perca de lucro com estes tributos, foi criado o sistema do simples nacional. Este sistema permite um melhor entendimento e planejamento do empreendedor no momento de pagar os impostos ao governo. O simples nacional permitiu que muitas empresas puderem desenvolver sua situação legal, tendo também mais direitos e protegidos de várias formas.

O simples nacional se encarrega de cobrar em uma única via o total de 8 tipos de impostos diferentes. Facilitando a vida das empresas, e quem pode ter acesso a esse beneficio são as empresas de pequeno e médio porte, as quais também podem se enquadrar no sistema de MEI – Micro Empreendedor Individual. Dentro dos impostos que se encontram na guia estão inclusos os mais famosos, como o PIS-Pasep, Cofins, CSL,e  outros que muitas vezes são esquecidos pelas empresas que estão iniciando no mercado, ou existem há um tempo e acabaram de regularizar-se.

O imposto de renda dentro do simples nacional

Empreendedores que possuem suas empresas e que se enquadrem no simples nacional também precisam fazer a declaração do imposto de renda. Os mesmos não ficarão de fora desta obrigação, visto que o rendimento destas empresas supera o valor colocado em base pelo governo para fazer a declaração.

imposto-de-renda-simples-nacional-duvidas

Ainda assim tendo dúvidas algumas pessoas, é importante que as dúvidas do simples nacional e de sua contratação para o seu empreendimento sejam consultados com o contador particular. Ele investigará e saberá informar se a empresa terá benefícios sendo incluída nesse ramo.

O sistema do simples nacional informa que as empresas que optam por fazer parte desta trajetória, poderão ter o IR – Imposto de renda retido na fonte, não sendo dispensados os valores que são tributados pela normativa do simples nacional.

Todas as dúvidas do simples nacional podem ser esclarecidas com o próprio contador que fará o imposto de renda da sua empresa, mas o que se pode garantir é que o mesmo fica retido na fonte, tendo as facilidades do simples nacional em deter os impostos sobre uma única via, muitas empresas optam por declarar o imposto de renda já que se encontram regularizadas no sistema de simples nacional.

Tire suas dúvidas acessando: www.impostoderenda.net

Leia Mais

Simples Nacional – Tabela, Boleto

Tabela Simples Nacional

O Simples Nacional é um regime tributário diferenciado que é aplicável a microempresas e Empresas de pequeno porte que é vigente desde 2007 e facilita bastante a vida de quem tem uma empresa aberta. Confira a tabela do Simples Nacional e como emitir o boleto do Simples Nacional.

simples-nacional-tabela

O microempresário que tiver dificuldades sobre esta modalidade de regime tributário deve entrar no site da receita federal e, após esclarecer suas dúvidas preencher o formulário para requisitos do Simples Nacional lembrando-se de formalizar esta opção. Persistindo a dúvida o conselho é procurar um contador que poderá lhe orientar sobre essa modalidade de regime tributário.

Simples Nacional Tabela – Consulta

O Simples Nacional é dividido em tabelas de acordo com cada segmento de empresa: comércio, indústria, serviços, serviços gerais e locação de bens móveis, entre outros. Para cada atividade há uma aplicação de uma alíquota. Por exemplo, a atividade do comércio, se a empresa gera até R$120 mil alíquota é de 4%. Para a empresa se enquadrar no Simples nacional precisa ter uma receita bruta inferior a R$ 240 mil.

Para ter uma ideia sobre como é a arrecadação do simples nacional consulte um contador e paca um modelo de extratos oferecidos e encontrados na web. A tabela do Simples Nacional já está disponível e você pode consultar ela e saber mais informações sobre essa modalidade de tributo através do seguinte link www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/default.aspx.

O link acima mostra várias perguntas a serem respondidas sobre o Simples Nacional. O link é bem esclarecedor quanto ao regime tributário diferenciado, sobre sua legislação, manuais, parcelamento e convênios e estatísticas de arrecadação; perguntas e respostas sobre o regime tributário, notícias e agenda.

Emissão Boleto Simples Nacional

O Simples Nacional é uma modalidade de regime tributário de arrecadação, cobrança, fiscalização de tributos aplicável às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. Para o ingresso no Simples Nacional é necessário as seguintes condições: enquadrar-se na definição de microempresa ou empresa de pequeno porte; fazer a formalização pelo Simples Nacional e cumprir os requisitos previstos em legislação (Lei complementar, decretos, portarias e resoluções e principalmente na Lei Complementar n° 123 de 14 de dezembro de 2006). No link acima você também confere mais informações sobre a emissão do boleto do Simples Nacional.

boleto-simples-nacional

Simples Nacional novas regras

O Simples Nacional mudou neste ano. As alterações vão da alíquota até os limites de faturamento.

Saiba tudo sobre esse assunto e fique tranquilo para tocar o seu negócio da melhor forma possível, bem como para não ser pego pelo “leão”, o qual pode ser verdadeiramente cruel para quem tem uma empresa, no caso de inadimplência de impostos, especialmente.

O Simples Nacional é um regime tributário facilitado para pequenas empresas, com o intuito de recolher todos os tributos (em redes federais, estaduais e municipais) em apenas uma única vez. O Simples Nacional será modificado e se você é dono de uma microempresa, deve ficar sabendo de todas as alterações deste ano.

Dentre as alterações, temos mudanças nos limites de faturamento, nas alíquotas e nas tabelas. Cada uma das mudanças será citadas no texto para informar você sobre as mudanças do Simples Nacional.

O Simples Nacional teve boa parte alterada este ano, através de uma lei complementar e trará grandes mudanças para a tributação anual. Mudanças na tabela, na alíquota, no teto de faturamento, no prazo do pagamento de dívidas, na introdução de novas atividades, entre outras.

Leia Mais

Curso Simples Nacional Grátis Com Certificado

Curso Simples Nacional Gratuito

Para quem está pensando em abrir uma empresa ou quer apenas conhecer mais sobre o Simples Nacional, o Sebrae-SP tem um curso online gratuito com certificado que atende plenamente as necessidades e pode ser feito no passo do próprio aluno, sem pressão e de uma forma bem simplificada.

O Curso Simples Nacional oferecido pelo Sebrae conta com uma linguagem de fácil compreensão e um material didático de apoio, na apostila que acompanha o curso é possível acompanhar praticamente cada palavra dita nas aulas em vídeo, que usam uma linguagem bem cativante para motivar o aluno.

curso-simples-nacional

Explicando desde os impostos mais comuns até as normas e regulamentações necessárias para abrir uma empresa no Brasil, quem fizer o curso Simples Nacional vai aprender também quais as vantagens e desvantagens de ter o Simples Nacional, conhecendo o suficiente para saber se esse sistema de tributação é ou não viável para a sua empresa.

O Simples Nacional é uma forma de agrupar os principais impostos Federais, Estaduais, Municipais e recolher mensalmente todos estes impostos em um único boleto. Assim, tributos IRPJ, IPI, ICMS, CO- FINS, PIS, CSLL, ISS, INSS podem ser pagos sem muita complicação.

Para entender quem se enquadra ou não no Simples Nacional, e ajudar nas contas de quem já optou pelo Simples, ou até explicar como sair deste regime de tributação, o curso desenvolve uma história onde explica estas três situações de um modo que ajuda o aluno e não deixa nenhuma dúvida.

Curso do SEBRAE Gratuito Sobre Simples Nacional

Para participar do curso grátis do Simples Nacional é preciso fazer um cadastro no Sebrae, o cadastro pode ser feito em uma agencia do Sebrae, e validado online ou diretamente online. Quem quer participar não precisa necessariamente possuir uma empresa, e também não é preciso estar em São Paulo, como o curso todo é online, o conteúdo pode ser acessado de qualquer lugar. A apostila que acompanha o curso está disponível para download diretamente na plataforma, na parte de “biblioteca virtual”, assim durante o curso é possível estudar e guardar o conteúdo mesmo estando offline.

Na página www.sebraesp.com.br no lado direito, já aparece a caixa para fazer login, com a opção para cadastro logo abaixo. Ao clicar, o usuário é encaminhado a uma página onde vai preencher seus dados pessoais e os de sua empresa se houver, em seguida ele escolhe um id e uma senha, que pode tanto ser o e-mail e uma senha ou o cpf e uma senha. Depois disto, ele pode ir direto para a página onde há cursos, e fazer o login para entrar e ter acesso aos cursos gratuitos da plataforma.

O curso sobre o Simples Nacional gratuito está relacionado a área de Legislação, mas há vários outros cursos disponíveis, e uma vez que já tenha sido feito o cadastro o usuário pode se matricular nos cursos que quiser.

O objetivo do curso é orientar o empresário sobre o que é o sistema de tributação Simples Nacional, e o público alvo é descrito como “empreendedores e empresários de empresas constituídas”, mas isto não é um limitador, e qualquer pessoa pode fazer. A carga horária do Curso Simples Nacional é de três horas, e segundo o site não há nenhum pré-requisito. Faça já a sua inscrição no curso do Simples Nacional do Sebrae e fique por dentro das novidades.

Leia Mais